Registar | Iniciar sessão
Doenças de cães 0 comentarios

Diabetes mellitus ou diabetes canina

Quarta, 5 de Junho de 2013 | 14:02

Diabetes mellitus ou diabetes caninaAs diabetes caninas ou diabetes mellitus é uma doença caraterizada por um excesso de açúcar no sangue do animal. É o resultado de uma concentração insuficiente da hormona da insulina pancreática nos tecidos que necessitam. O grupo de cães afetados por esta doença não está de todo definida, ainda que se estima que um em cada quinhentos cães a sofre.

A causa principal do aparecimento das diabetes é uma secreção anormalmente baixa de insulina por parte do pâncreas. A este tipo de doença chama-se diabetes de tipo 1. O resultado é que as células do animal não podem utilizar a glucose da corrente sanguínea, acabam por morrer, e ao não utilizar a glucose do sangue esta se amontoa produzindo um nível elevando no sangue.

Talvez te perguntes porque é que o animal necessita da glucose no sangue, e a razão é porque os cães conseguem energia ao converter os alimentos que comem em glucose. Esta passa pela corrente sanguínea e as células do corpo do animal tomam essa glucose para tirar energias graças à insulina. Mas se não há insulina, não podem absorver a glucose, ficam sem energia e as consequências já podemos imaginar.

Porque os sintomas principais de um cão que padece de diabetes mellitus é uma baixa de peso muito significativa. Esta nos surpreenderá, porque geralmente não notaremos que fique com pouca fome, de resto comerão mais. Mas ao haver menos glucose nos tecidos, irão adelgar pouco a pouco. Por último poderemos apreciar um escurecimento do pelo do animal, para além de uma tendência a enrijar-se.

Antes falávamos da diabetes de tipo I, mas deves saber que há outro tipo de diabetes, chamada diabetes de tipo II. Esta não é produzida por uma ausência de insulina, mas por uma resistência ao seu efeito. Esta causa de produz geralmente por uma quantidade de gordura acima do normal. Esta interfere com a capacidade do organismo para responder à ação da insulina e produz-se um efeito semelhante ao anterior. Por isso dizemos sempre que é importante cuidar da obesidade canina, porque são diversas as doenças que podem ajudar a aparecer.

A confirmação da doença será obtida pelo veterinário através de umas análises. O tratamento das diabetes de tipo I é a administração vitalícia de insulina exógena, já que sem ela o animal está condenado desregulações metabólicas. Nem todos os cães recebem a mesma quantidade de insulina, dependendo geralmente da raça e do peso do animal.

Para as diabetes de tipo II a administração de insulina nem sempre é necessário, pelo que sim necessitarão todos os cães que a sofram de uma dieta estrita e exercício físico para que a gordura desça para níveis normais. A dieta indicada para estes casos geralmente é baixa em gordura e alta em fibra, mas nunca devemos criar uma dieta para as nossas mascotes sem consultar o veterinário previamente.

Deve ser o veterinário quem cria uma dieta apropriada e equilibrada para a nossa mascote. Ao não fazer podemos esquecer-nos e fazer pior à saúde do nosso grande amigo.

Categorias: Doenças,
Compartilha-o:
Artigos relacionados
Quarta, 15 de Maio de 2013 | 17:17
Quarta, 27 de Fevereiro de 2013 | 13:21
Quinta, 17 de Janeiro de 2013 | 13:10
Terça, 8 de Janeiro de 2013 | 15:20
Quinta, 8 de Novembro de 2012 | 09:00
Sexta, 19 de Outubro de 2012 | 13:14
Comentários
Enviar
Registar | Iniciar sessão
Tudo sobre o mundo dos cães.
Segue-nos no
CãesMania: Contato | Aviso legal
Email ou nome Palavra-passe Fechar ×
Ligar
Esqueci-me da minha palavra-passe
Regista-te no CaesMania.com Fechar ×
Nome/Utilizador:
Email:
Palavra-passe:
Sexo:
Data de nascimento:
  • O teu nome será o teu nome de utilizador e não será possível alterá-lo uma vez que tenhas escolhido um.
  • Ao registares-te nesta página, estás a aceitar os seus termos e condições de uso. Podes lê-los aqui.
Registar
Se o desejares, lembra-te que também podes iniciar sessão com a tua conta do Facebook.