Registar | Iniciar sessão
Doenças de cães 0 comentarios

Babesiose nos cães

Sexta, 19 de Outubro de 2012 | 09:00

Babesiose nos cães Babesiose caninaOs culpados por os nossos cães apanharem a babesiose canina são os carrapatos. Estes atacam os glóbulos vermelhos do animal e transmitem a doença ao cão através de micro-organismos que estes aracnídeos transportam na sua saliva. Fazem-no enquanto se alimentam do sangue do animal.

Os carrapatos introduzem um protozoário chamado Babesia Canis, no sangue das nossas mascotes que, uma vez dentro do sangue, se multiplica e afeta o animal, provocando-lhe anemia, febre, icterícia, decadência, perda de peso e diminuição de plaquetas. Nos casos mais graves, a doença pode evoluir até à morte do animal, pelo que devemos prestar muita atenção.

Esta afeção é uma das mais correntes no cão e muitos deles são vítimas todos os anos pelo que é fundamental preveni-la a tempo. Sobretudo os cães que têm muito contato com o exterior são aqueles com que mais precaução se deve ter. Esta doença, contudo, não é transmissível nem paro o homem nem para outros animais.

Que sintomas irá apresentar o nosso cão caso esteja afetado? A nossa mascote apresentará apatia, irá mover-se pouco e inclusive recusará o alimento. Também pode apresentar-se com vómitos e febres, e a sua urina pode tornar-se alaranjada, vermelha ou castanho-escuro. Em caso de detetar mais de um destes sinais, o melhor é ir ao veterinário sem falta para estabelecer um diagnóstico o mais rápido possível.

Em caso de ficar infetado, o tratamento consistirá em duas doses de dipropionato de imidocarb junto com atropina, uma no momento do diagnóstico e outra 15 dias depois. A melhoria depois da primeira dose irá notar-se praticamente no dia seguinte. Na altura de fazer o diagnóstico ao cão, o normal é também fazer uma análise completa do animal para ver se houveram outros órgãos afetados.

Uma vez que conhecemos os sintomas e a possível intervenção do veterinário no caso de infeção, passemos ao áspero mais importante, ao que devemos prestar maior atenção: a prevenção da doença.

A melhor atuação contra a babesiose canina é evitar que o carrapato pique a nossa mascote. Por isso é importante a prevenção, porque com ela evitaremos que este parasita se instala na pele do animal.

Os antiparasitários contra os carrapatos que existem no mercado são muitos: coleiras, pulverizadores, pipetas, etc. Todos estes permitem uma repartição total do produto sobre o corpo do animal.

O maior risco de contrair esta doença é no período entre a primavera e outono, pelo que é o período em que mais atenção devemos prestar para que as medidas preventivas sejam eficazes.

Categorias: Doenças,
Compartilha-o:
Artigos relacionados
Quinta, 5 de Fevereiro de 2015 | 12:46
Quarta, 5 de Junho de 2013 | 14:02
Quarta, 15 de Maio de 2013 | 17:17
Quarta, 27 de Fevereiro de 2013 | 13:21
Quinta, 17 de Janeiro de 2013 | 13:10
Terça, 8 de Janeiro de 2013 | 15:20
Comentários
Enviar
Registar | Iniciar sessão
Tudo sobre o mundo dos cães.
Segue-nos no
CãesMania: Contato | Aviso legal
Email ou nome Palavra-passe Fechar ×
Ligar
Esqueci-me da minha palavra-passe
Regista-te no CaesMania.com Fechar ×
Nome/Utilizador:
Email:
Palavra-passe:
Sexo:
Data de nascimento:
  • O teu nome será o teu nome de utilizador e não será possível alterá-lo uma vez que tenhas escolhido um.
  • Ao registares-te nesta página, estás a aceitar os seus termos e condições de uso. Podes lê-los aqui.
Registar
Se o desejares, lembra-te que também podes iniciar sessão com a tua conta do Facebook.