Registar | Iniciar sessão
Saúde do cão 0 comentarios

A febre do Shar Pei e a amiloidose

Terça, 16 de Setembro de 2014 | 12:25

A febre do Shar Pei e a amiloidoseA amiloidose é uma doença mortal. A febre familiar do Shar Pei não é. Conheces a diferença? Sabes porque muitos concluem que é o mesmo? Vamos explicá-lo nas seguintes linhas.

Basicamente antes da amiloidose o teu Shar Pei terá a febre. A diferença é que no caso de ter febre não significa que irá surgir a amiloidose. Conheçamos mais sobre a esse respeito neste artigo.

Amiloidose

A amiloidose é uma doença renal grave que ataca as células dos rins e de outros órgãos provocando-lhes a falência de cada um até terminar com a vida do animal mediante uma falência renal ou cardiorrespiratória.

Trata-se de depósitos anormais de proteína no corpo. Neste caso de proteína amilóide (aminoácidos), que se converteram num material insolúvel em mais de 90% da sua estrutura e resultam danosos para o corpo.

Quando o cão Shar Pei tem amiloidose não pode expelir este material amilóide que começa a acumular-se nos rins, cujas células não podem romper com as cadeias proteicas amilóides, pelo que este material começa a acumular-se pressionando a parede celular do órgão até provocar a morte das ditas células, as quais não podem ser regeneradas, por isso a morte por falência renal ocorre na maioria dos casos.

Doença também presente em humanos

Esta não é uma doença exclusiva desta raça, nem sequer dos animais, já que é um padecimento biológico e portanto afecta também os humanos. Amiloidose ocorre frequentemente em pacientes com doenças degenerativas como o Parkinson, o Alzheimer e a Diabetes de tipo 2, entre outras. Não é uma doença contagiosa, mas sim um problema genético.

O prognóstico da amiloidose é mau e na maioria dos casos a evolução é desfavorável. Não existe cura e o tratamento existente está desenhado para tratar os sintomas renais e cardíacos.

A febre do Shar PeiFebre familiar do Shar Pei

Esta é uma doença hereditária da raça que se transmite recessivamente em cada geração. Não é uma doença grave, mas é um sintoma para padecimentos tão perigosos como a mortal Amiloidose.

A origem não é clara, mas estudou-se e está a trabalhar num teste para poder determinar o gene responsável desta doença. Como toda a febre resulta de um mecanismo de defesa do organismo. A febre deve-se a substâncias libertadas pelo nossos sistema imunológico através dos glóbulos brancos como resposta a um ataque ao organismo.

Substância que provocam a febre

Existem pelo menos 11 destas substâncias que provocam a febre, as quais ao serem libertadas indicam ao sistema nervoso central que eleva a temperatura corporal. No Shar Pei com febre foram detectados problemas genéticos para regular uma destas substâncias, especificamente a IL-6. Estes níveis elevados de IL-6 são os responsáveis pelo quadro clinico da febre familiar do Shar Pei.

Esta doença pode afectar o mesmo a machos e a fêmeas. E ainda que é uma doença diferente à amiloidose, calcula-se que perto de um quarto dos cães que padecem da febre desenvolvem posteriormente amiloidose, geralmente do segundo ao quinto ano de vida.

Como dissemos não existe forma de diagnosticar a febre e apenas pode-se fazê-lo de forma clínica apreciando os episódios febris, os quais mostram temperaturas de 39 a 41 graus e que duram de 12 a 36 horas cada um.

Tratamento da febre

O tratamento será mediante antipiréticos que o veterinário administre. Alguns especialistas aconselham que entre crises febris administre-se de forma preventiva pequenas doses de aspirina. Todos os tratamentos devem realizar-se através da vigilância veterinária.

Acredita-se que existem alguns gatilhos da febre como o stress, por exemplo. O stress pode chegar através de uma luta com outro cão, treino e exercício físico intensos.

Se tens um Shar Pei podes tratar de evitar estes gatilhos e utilizar as doses preventivas de aspirina que o veterinário aconselhe, mas o mais importante que farás é um acompanhamento do teu animal de estimação para prevenir o surgimento de uma amiloidose.

Prevenção da doença

Deves fazer a cada 6 meses análises ao sangue e à urina e tomar atenção a sintomas como o aumento do consumo de água e a perda de peso que te façam suspeitar de um funcionamento renal diferente. Perante qualquer sinal deves acudir imediatamente a um veterinário para realizar ou repetir as análises.

É recomendável que se o teu Shar Pei já tenha tido episódios destas febres que acabes com a ideia de utilizá-lo como reprodutor e consideres esterilizá-lo.

Categorias: Saúde,
Compartilha-o:
Artigos relacionados
Sexta, 5 de Setembro de 2014 | 16:26
Segunda, 25 de Agosto de 2014 | 15:46
Terça, 12 de Agosto de 2014 | 16:55
Sexta, 11 de Abril de 2014 | 19:06
Quarta, 15 de Maio de 2013 | 17:17
Terça, 23 de Abril de 2013 | 16:24
Comentários
Enviar
Registar | Iniciar sessão
Tudo sobre o mundo dos cães.
Segue-nos no
CãesMania: Contato | Aviso legal
Email ou nome Palavra-passe Fechar ×
Ligar
Esqueci-me da minha palavra-passe
Regista-te no CaesMania.com Fechar ×
Nome/Utilizador:
Email:
Palavra-passe:
Sexo:
Data de nascimento:
  • O teu nome será o teu nome de utilizador e não será possível alterá-lo uma vez que tenhas escolhido um.
  • Ao registares-te nesta página, estás a aceitar os seus termos e condições de uso. Podes lê-los aqui.
Registar
Se o desejares, lembra-te que também podes iniciar sessão com a tua conta do Facebook.